sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

CUIDADO COM AS RAPOSINHAS

(Achou a raposa na foto acima?)

Esta mensagem é para todos os casais, especialmente para aqueles que estão começando a vida a dois. Preguei esta mensagem na cerimônia de Casamento de um casal muito amado de nossa Igreja. Espero que ela sirva para edificar seu casamento também.

Leitura Alternada: Cântico dos Cânticos 2: 1 - 17

A AMADA: Sou uma rosa de Sarom, um lírio dos vales.

O AMADO: Como um lírio entre os espinhos é a minha amada entre as jovens.

A AMADA: Como uma macieira entre as árvores da floresta é o meu amado entre os jovens. Tenho prazer em sentar-me à sua sombra; o seu fruto é doce ao meu paladar.

Ele me levou ao salão de banquetes, e s seus olhares para mim eram de amor.

Por favor, sustentem-me com passas, revigorem-me com maçãs, pois estou doente de amor.

O seu braço esquerdo esteja sobre debaixo da minha cabeça, e o seu braço direito me abrace.

Mulheres de Jerusalém, eu as faço jurar pelas gazelas e pelas corças do campo: não despertem nem provoquem o amor enquanto ele não o quiser

Escutem! É o meu amado! Vejam! Aí vem ele, saltando pelos montes, pulando sobre as colinas.

O meu amado é como uma gazela, como um cervo novo. Vejam! Lá está ele atrás do nosso muro, observando pelas janelas, espiando pelas grades.O meu amado falou e disse:

O AMADO: Levante-se minha querida, minha bela, e venha comigo.

Veja, o inverno passou; acabaram-se as chuvas e já se foram. E chegou o tempo de cantar; já se ouve em nossa terra o arrulhar dos pombos.

A figueira produz os primeiros frutos; as vinhas florescem e espalham sua fragrância. Levante-se, venha, minha querida; minha bela, venham comigo.

Minha pomba que está nas fendas da rocha, nos esconderijos, nas encostas dos montes, mostre-me seu rosto, deixe-me ouvir sua voz; pois a sua voz é suave e o seu rosto é lind.

A AMADA: Apanhem para nós as raposas, as raposinhas que estragam as vinhas, pois as nossas vinhas estão floridas.

O meu amado é meu, e eu sou dele, ele pastoreia entre os lírios.

Volte, amado meu, antes que rompa o dia e fujam as sombras; seja como a gazela, ou como o servo novo nas colinas escarpadas.

Introdução. Cantares de Salomão retrata em termos sensíveis a atração, a paixão e os encantos extraordinários da sexualidade. Certamente, nestes dias, em que a tendência de toda a sociedade é de desonrar o casamento e desvalorizar o amor, podemos ser agradecidos pela instrução, pela compreensão e inspiração encontrada nesta parte da Bíblia.

Cantares de Salomão é um convite para entrar no mundo particular de um casal casado. Eles não se envergonham de falar sobre sua sexualidade, embora o poema use metáforas e símbolos delicados para expressar os encantos de seu amor. A franqueza de Cantares de Salomão está de acordo com a visão bíblica de que a sexualidade é parte integral da vida. Além disso, se a redenção de Cristo inclui todo o ser, Seus seguidores podem confiar na guia do Espírito Santo enquanto buscam sentir-se mais à vontade com este assunto sensível mas decisivo e tão entrelaçado com a vida.

Os personagens

Os três participantes principais do poema são: (1) o noivo, o Rei Salomão (2); a noiva, mulher mencionada como "Sulamita" (6.13); e as "filhas de Jerusalém"(2.7).

O Texto
Teologicamente, o livro já foi até questionado se deveria estar na Bíblia, por sua narrativa ser considerada muito intimista. Os Judeus acham se tratar do amor de Deus para com o seu povo. Alguns acham se tratar do amor de Cristo para com a Igreja e outros acham que é apenas tratar da relação de um casal.

O Contexto
No texto que lemos a raposa aparece bem no meio de uma troca de juras de amor de um casal. Parece um contraste, parece que o texto está errado. O que tem a ver no meio de troca de declarações de amor se falar de raposas e raposinhas? Que importância há em falar de raposinhas nesta hora?

Discutir a relação: revela cuidado, revela zelo por aquilo que deve ser tão caro pra nós
É como um alerta a vigiar, fechar as brechas, ter cuidado um para com o outro, estar atento às investidas do predador contra a família.

A Raposa

Hábitos da Raposa: raposa é um mamífero carnívoro podendo ser também necrófagos, pois adoram ovos sendo que procuram ninhos no solo para comê-los. A raposa é um animal que tem grande resistência física e se adapta a lugares com facilidade. Normalmente, as fêmeas são menores que os machos. Alimentam-se de pequenos roedores, coelhos e aves, peixes, insetos e alguns frutos silvestres. Come cerca de 500g por dia e o restante, a raposa esconde para consumir no outro dia. Possui hábitos noturnos, não é um animal fácil de se ver, pois é muito ágil e se locomove com facilidade. O acasalamento acontece em janeiro e fevereiro e a gestação dura em torno de dois meses.

• Está associada à astúcia, esperteza – expressão: “Ele é uma raposa velha”
A espécie de raposa mencionada acima, na região da Judéia, tinha hábitos de se alimentar dos brotos da videira, de escavar as raízes da videira à procura de ninhos, de roedores, etc.

A Vinha

Em diversas passagens bíblicas, a figura da vinha está relacionada a fertilidade, a vida, a abundância e plenitude.

O vinho, por sua vez, relacionado a alegria, a festa, a celebração, a fartura, a prosperidade.

A vinha aqui, é comparada à família, ao seio familiar, ao casamento, à vida a dois.

Como vai a sua vinha? Está florida? Dando Frutos?

Quantos já participaram do Encontro de Casais?  Muitos de nós chegamos lá e achamos que nosso casamento vai muito bem, (...) Depois de algumas horas, o Espírito Santo começa a nos mostrar quanta coisa precisa ser mudada, quantas “raposinhas” estão fazendo ninho dentro da nossa vinha.

E quais são as raposinhas que estão rondando a nossa família?
Ciúmes, segredos, falta de perdão, interferência da família, incompreensão, falta de diálogo, inversão de papeis e de valores, palavras de maldição, palavras duras, o mito da “grama mais verde”, raízes de amargura, rejeição, falta de humildade, etc.

Nós temos o Espírito Santo, ele fala conosco, precisamos ouvir a sua voz. É precioso um tempo de silêncio, de meditação, de deixar Deus falar.

Lembram do pequeno Samuel na casa de Eli: “Senhor, fala que o teu servo ouve.”
Pois bem, nas nossas listas intermináveis de pedidos em nossas orações mais parecesse que estamos dizendo para Deus: “Senhor, ouve que o teu servo fala.”

“Se você não for fiel às pequenas coisas que Deus te manda fazer, você nunca fará as grandes coisas que ele te der pra fazer.”

A impaciência é fruto do orgulho. Se você é mais rápido ou eficiente em fazer algo, é mérito de Deus que te deu mais graça do que a outra pessoa.

Para conviver é necessário humildade. Humildade para ouvir, para aceitar o outro, para entender o jeito de ser do outro, para perdoar e pedir perdão.

Mas Deus, na sua infinita graça, nos deixou o manual do fabricante.

Quando tudo vai mal, quando tudo parece difícil,... temos a palavra, temos um auxílio.

Em I Coríntios 13 temos o antídoto para aniquilar todas as raposinhas, uma vacina para nos imunizar dos efeitos de qualquer raposinha.

Leia junto com seu cônjuge agora e Orem pelo seu casamento.

QUE DEUS OS ABENÇOE RICAMENTE.

Pr. Dener Maia
Pastor de Adoração e do Ministério da Família da PIBSV

Um comentário:

  1. Gostei do casal amado!
    Também te amo Pr.
    Esta mensagem é especial na minha vida!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...